Para√≠ba Sa√ļde

Ministro quer mais que dobrar a vacinação diária contra a Covid-19, mas não define prazos para isso

Titular da Sa√ļde, Marcelo Queiroga diz que o pa√≠s vacina hoje quase um milh√£o de pessoas por dia, mas que a capacidade √© de 2,4 milh√Ķes.

Por Hélder Loureiro Pegado

16/04/2021 às 21:35:52 - Atualizado h√°

O ministro da Sa√ļde, Marcelo Queiroga, declarou nesta sexta-feira (16) que o Brasil hoje utiliza menos da metade de sua capacidade di√°ria de vacina√ß√£o contra a Covid-19. E que, diante desse cen√°rio, a prioridade da pasta é aumentar a demanda de doses de vacina para que toda a rede do pa√≠s possa ser utilizada simultaneamente no combate à pandemia. Ele diz que, atualmente, o pa√≠s est√° conseguindo imunizar quase um milh√£o de brasileiros por dia, mas que a capacidade nacional seria de 2,4 milh√Ķes por dia. Por causa disso, agilizar a produ√ß√£o nacional de doses, conseguir mais insumos da China e garantir a compra de mais vacinas prontas seriam as tr√™s frentes que a sua gest√£o iria se concentrar.

As informa√ß√Ķes do ministro foram dadas durante entrevista coletiva realizada no Hospital Universit√°rio Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Para√≠ba, em Jo√£o Pessoa, na primeira visita de Queiroga a sua terra natal enquanto ministro. Mas, apesar de colocar o aumento da demanda como prioridade, n√£o apresentou nenhum prognóstico.

"N√£o podemos assumir um compromisso de que dia tal vai haver tantas doses porque isso n√£o depende só do Ministério da Sa√ļde. Mas posso dizer que de forma diuturna estamos nos esfor√ßando para aumentar a capacidade de vacina√ß√£o do pa√≠s", frisou Marcelo Queiroga.

Ele explica que o Brasil tem atualmente 37 mil salas de vacina√ß√£o espalhadas por todos os munic√≠pios brasileiros e que o desafio é colocar toda essa estrutura para funcionar simultaneamente. "Desde que consigamos o suporte de vacinas necess√°rio, conseguiremos vacinar 2,4 milh√Ķes de brasileiros todos os dias. Poucos pa√≠ses conseguem isso", prosseguiu.

Sobre as a√ß√Ķes que o Ministério da Sa√ļde vai executar para aumentar essa demanda, ele deu a entender que as duas primeiras frentes est√£o interligadas. Uma delas é aumentar a produ√ß√£o nacional. E, para isso, ele diz que vai pedir ajuda do Ministério das Rela√ß√Ķes Exteriores para atuar junto à Embaixada da China com o objetivo de acelerar o envio do Ingrediente Farmac√™utico Ativo (IFA) para o Brasil.

Essa seria, ali√°s a maior das dificuldades brasileiras por ora para acelerar um processo de vacina√ß√£o que, ao menos segundo Marcelo Queiroga, n√£o vem sofrendo atrasos. "O Brasil é o quinto pa√≠s do mundo em distribui√ß√£o de vacinas. Ent√£o n√£o tem essa história de atraso na vacina√ß√£o. O que h√° é a dificuldade do envio dos insumos da China para c√°", defendeu.

J√° com rela√ß√£o à aquisi√ß√£o de vacinas j√° prontas, ele se volta principalmente para a farmac√™utica Pfizer e para a promessa de adquirir 100 milh√Ķes de doses de vacina oriundas da empresa. Dessas, 15 milh√Ķes chegariam j√° nos próximos tr√™s meses.

Ele voltou a defender também a atua√ß√£o do Ministério das Rela√ß√Ķes Exteriores. Dessa vez, para dialogar com pa√≠ses como Estados Unidos, China, √ćndia e Reino Unido. Todos eles pa√≠ses fabricantes de diferentes vacinas.

Kit intubação

Sobre a demanda do chamado kit intuba√ß√£o, que est√° em falta em muitos dos estados brasileiros, o ministro Marcelo Queiroga disse que o Ministério da Sa√ļde fez uma parceria com a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) para que haja um controle dos estoques da ind√ļstria farmac√™utica. O objetivo, assim, é mediar a concorr√™ncia existente entre os sistemas privado e p√ļblico de sa√ļde.

"O papel do Ministério da Sa√ļde é garantir que os medicamentos cheguem tanto nos pequenos munic√≠pios como nos grandes hospitais. Se n√£o fizermos isso, os grandes hospitais fazem estoque e as pequenas cidades ficam desassistidas", resumiu.

Fonte: Com G1/PB
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2021 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à hl.com LTDA.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta