Justiça Ensino

MP pede retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino em Campina Grande

√"rg√£o justificou medida como forma de garantir que crian√ßas e adolescentes tenham as necessidades pedag√≥gicas atendidas, o que n√£o estaria acontecendo durante a pandemia.

Por Hélder Loureiro Pegado

30/04/2021 às 14:06:17 - Atualizado h√°

O Ministério P√ļblico da Para√≠ba ajuizou uma a√ß√£o civil p√ļblica contra a Prefeitura de Campina Grande, pedindo o retorno das aulas presenciais na rede p√ļblica de ensino. A a√ß√£o foi ajuizada na quinta-feira (29).

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Educa√ß√£o de Campina Grande, mas n√£o obteve respostas até a publica√ß√£o desta matéria.

O pedido de retorno das aulas presenciais na rede p√ļblica foi justificado pelo MP como forma de garantir que crian√ßas e adolescentes tenham as necessidades pedagógicas atendidas, o que n√£o estaria acontecendo durante a pandemia.

Segundo o órg√£o, a poss√≠vel retomada das aulas deve acontecer seguindo regras de preven√ß√£o à Covid-19, em todas as escolas e creches da rede p√ļblico, assim como nos estabelecimentos de ensino particulares.

Caso n√£o seja poss√≠vel retomar as atividades em todas as escolas, o munic√≠pio deve, obrigatoriamente, apresentar um cronograma escalonado para o retorno, em até cinco dias.

A implementa√ß√£o de um plano de a√ß√£o para a retomada deve ser feita em até 30 dias.

Fonte: Com G1/PB
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2021 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à hl.com LTDA.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta