Justiça Vacinação

Justiça Federal acata pedido de suspensão da vacinação de profissionais da educação em João Pessoa

A decisão foi tomada no final da tarde desta sexta-feira (14). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do MPF na Paraíba.

Por Hélder Loureiro Pegado

14/05/2021 às 19:33:36 - Atualizado h√°
A Justi√ßa Federal acatou o pedido do Ministério P√ļblico Federal (MPF) e o Ministério P√ļblico da Para√≠ba (MPPB) para suspender a vacina√ß√£o de professores e trabalhadores da educa√ß√£o de Jo√£o Pessoa. A decis√£o foi tomada no final da tarde desta sexta-feira (14). A informa√ß√£o foi confirmada pela assessoria de comunica√ß√£o do MPF na Para√≠ba.

Os ministérios p√ļblicos federal e estadual ingressaram com uma a√ß√£o nessa quinta-feira (13) determinando ao Munic√≠pio de Jo√£o Pessoa a comprova√ß√£o, no prazo de 72 horas, de alcance das metas de vacina√ß√£o dos grupos priorit√°rios indicados no PNI e cujo atendimento foi estabelecido pelo Ministério da Sa√ļde até o presente momento, bem como o saldo de vacinas ainda dispon√≠veis para aplica√ß√£o de primeiras e segundas doses nos respectivos estoques, liberando eventual excesso para destina√ß√£o igualit√°ria em n√≠vel estadual, com intermedia√ß√£o da Secretaria de Estado da Sa√ļde (SES) da Para√≠ba.

MPF e MPPB pediram também que a Prefeitura de Jo√£o Pessoa seja multada em m√≠nimo de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento da liminar. O prefeito C√≠cero Lucena e o secret√°rio municipal de Sa√ļde, F√°bio Rocha, seriam multados em R$ 5 mil por dia, de acordo com o requerimento dos Ministérios P√ļblicos.

Fonte: Com Portal Correio
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2021 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à Pauta Comunicação LTDA.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta