Sa√ļde Kit Covid

Entidades criticam demora do governo Bolsonaro em banir 'kit Covid'

A AMB (Associação Médica Brasileira) cobrou nesta terça-feira (9) que o ministério publique protocolo já aprovado que contraindica o uso de medicamentos do chamado 'Kit Covid'.

Por Hélder Loureiro Pegado

09/11/2021 às 18:03:40 - Atualizado h√°

Entidades médicas que elaboraram pareceres para o Ministério da Sa√ļde sobre protocolos de tratamento na pandemia criticam demora da pasta comandada por Marcelo Queiroga em decidir sobre banir o uso do "kit Covid" do SUS.

Liderado pela AMB (Associa√ß√£o Médica Brasileira), o grupo cobrou nesta ter√ßa-feira (9) que o ministério publique protocolo j√° aprovado que contraindica o uso de medicamentos como a hidroxicloroquina para pacientes hospitalizados. Além disso, pede que a pasta coloque em consulta p√ļblica o relatório que rejeita o tratamento ineficaz nos primeiros sintomas da doen√ßa.

"Esse assunto é mais ou menos como jabuticaba. Só aqui (no Brasil) se discute. Assunto est√° superado mundo afora", disse o presidente da AMB, César Eduardo Fernandes.

Os debates sobre tratamentos na rede p√ļblica se concentram na Conitec (Comiss√£o Nacional de Incorpora√ß√£o de Tecnologias no Sistema √önico de Sa√ļde). No dia 21 de outubro, o colegiado teve empate em vota√ß√£o sobre parecer contr√°rio ao kit Covid para casos leves, documento elaborado por este grupo.

Para evitar um duro golpe na bandeira negacionista do presidente, o Ministério da Sa√ļde tenta evitar a derrubada de orienta√ß√Ķes pró-"kit Covid". Cinco das sete secretarias da pasta comandada por Queiroga votaram contra o parecer feito por entidades médicas. Até agora o ministério n√£o colocou o texto em consulta p√ļblica. Em seguida, o texto ser√° novamente votado. Depois a Sa√ļde ainda decidir√° se acompanha ou n√£o a posi√ß√£o da Conitec.

A comiss√£o j√° aprovou barrar este tratamento a pacientes internados. O parecer est√° pronto desde junho, mas até agora o Ministério da Sa√ļde n√£o publicou no Di√°rio Oficial a norma.

"Nos causa enorme preocupação a morosidade que o assunto está sendo tratado", disse Fernandes.

Em declara√ß√£o à imprensa nesta ter√ßa-feira (9), as entidades ainda criticaram o posicionamento do CFM (Conselho Federal de Medicina), que tem voto na Conitec e se posicionou contra o parecer.

"N√£o existe quem n√£o defenda a autonomia médica. Mas é autonomia para escolher entre os tratamentos aprovados", disse Irma de Godoy, presidente da Sbpt (Sociedade Brasileira de Pneumonologia).

Os protocolos para tratamentos do SUS, discutidos na Conitec e aprovados ou n√£o pelo ministério, balizam inclusive as compras p√ļblicas. Ou seja, um documento que barra o uso do "kit Covid" daria margem para órg√£os de fiscaliza√ß√£o questionarem gestores que ainda investem nesses medicamentos.

Em maio de 2020, a Sa√ļde editou uma nota com est√≠mulo ao uso dos f√°rmacos ineficazes, mas o documento n√£o é um protocolo do SUS. Para gestores da rede p√ļblica, a medida foi uma forma, à época, de promover o tratamento ineficaz sem ter de passar pela Conitec.

Ao assumir o Ministério da Sa√ļde, em mar√ßo, Queiroga anunciou que promoveria o debate na Conitec para encerrar a discuss√£o sobre o uso do kit Covid.

Ele indicou o médico e professor Carlos Carvalho, contr√°rio aos f√°rmacos ineficazes, para organizar o grupo que iria elaborar os pareceres.

Queiroga, porém, tem modulado o discurso e investido na pauta bolsonarista para se agarrar ao cargo. Ele passou a evitar o tema do kit Covid, ainda que admita a colegas que n√£o v√™ benef√≠cios no uso destes medicamentos.

O parecer elaborado pelo grupo de entidades médicas est√° sob an√°lise para publica√ß√£o em revista cient√≠fica.

Para os membros da entidade causa "estranheza" que o Ministério da Sa√ļde evite acatar as posi√ß√Ķes das entidades.

"Se o Ministério da Sa√ļde institui o comit√™, demanda uma tarefa e vota contra (o parecer), perde o sentido da exist√™ncia deste comit√™. É formado por not√°veis, n√£o é de ponta de esquina ou de boteco. Merece todo o respeito", disse o presidente da AMB.

"Temos de sepultar, n√£o tem porque ficar falando de cloroquina, hidroxicloroquina. J√° est√£o sepultadas para o seu tratamento da Covid, porque s√£o ineficazes, n√£o funcionam e podem causar efeito colateral", disse o presidente da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), Cóvis Arns da Cunha.

Fonte: Estad√£o Conte√ļdo
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2022 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à Pauta Comunicação & Assessoria.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta