Polícia Onda de Assaltos

Moradores e comerciantes são alvos de assaltos e arrombamentos no bairro de Manaíra, em João Pessoa

Bairro atravessa onda de violência, e crimes geram incômodo nos moradores e comerciantes da região.

Por Hélder Loureiro Pegado

28/01/2022 às 12:14:04 - Atualizado há

Comerciantes e moradores do bairro de Manaíra, na orla de João Pessoa, estão incomodados com a insegurança do bairro e relatam aumento da violência região.

O empresário Daniel Balbino, que tem uma loja de baterias automotivas no bairro de Manaíra, foi alvo da ação de criminosos. Em dezembro de 2021, Daniel teve sua loja arrombada e teve várias baterias furtadas, somando um prejuízo de cerca de R$ 15 mil. O empresário relata que sem a segurança pública adequada, o comércio da região e os moradores ficam vulneráveis à ocorrência desses crimes.

"Nós ficamos à mercê. Se não tiver segurança pública, nós vamos ficar à mercê da bandidagem", diz Daniel.

Outra moradora do bairro, Lucicleide Balbino, explica que já ouviu diversos relatos de pessoas sendo assaltadas no bairro e que os crimes acontecem a qualquer momento do dia.

"Já ouvi muitos relatos sobre assaltos, numa simples caminhada", comentou.

A praça Desembargador Silvio Porto, localizada no bairro de Manaíra, é um espaço que conta com quadras de beach tennis, futsal e equipamentos para realizar atividades físicas e lazer, mas se encontra vazia devido à insegurança do local, à desconfiança em permanecer na praça e ser mais uma vítima de assalto.

O servidor público Vamberto Souza, morador do bairro, costuma passear com seu bichinho de estimação na praça e relatou que o ambiente costumava ser mais movimentado, mas a devido um recente arrastão que aconteceu na praça Silvio Porto, o espaço agora está vazio e as pessoas não têm mais confiança em permanecer no local.

"Duas pessoas numa moto fizeram um arrastão, levaram celulares, os pertences do pessoal e as pessoas nunca mais vieram praticar esportes aqui na praça", comentou Vamberto.

No dia 18 de janeiro, uma moradora estava passeando com sua cadela pelo bairro e, quando voltava para casa, dois homens numa moto se aproximaram da mulher e anunciaram o assalto, levaram um escapulário [o qual os assaltantes arrancaram do pescoço da vítima] e um relógio.

A moradora Aline Souza, dona de casa, diz que não tem segurança para sair de casa, por causa dos constantes assaltos na região, e que os assaltos ocorrem em qualquer horário do dia.

"Não tem segurança. Só onde meu esposo trabalha já levaram quatro bicicletas e é a qualquer hora, não tem horário", disse.

A Polícia Militar informou que o bairro tem recebido uma atenção especial por parte do Batalhão Especializado em Policiamento Turístico, que atua com base nas estatísticas e orientado pelo Serviço de Inteligência. A polícia informou também que novas ações de reforço em pontos específicos estão programadas para acontecer.

Fonte: Com G1/PB e TV Cabo Branco
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2022 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à Pauta Comunicação & Assessoria.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta