Futebol Mauro Iguatu

Mais novo cidadão campinense, Mauro Iguatu se diz pronto para possíveis penalidades na final do Paraibano

Goleiro da Raposa recebeu na noite da última quinta-feira o título de cidadão de Campina Grande.

Por Hélder Loureiro Pegado

13/05/2022 às 15:00:34 - Atualizado há

Mauro Iguatu é o mais novo cidadão de Campina Grande, homenagem recebida na noite desta quinta-feira, (12), na Câmara Municipal da Rainha da Borborema. Há quem diga que ele agora será chamado de Mauro Campina, pela identificação com a cidade e, agora, de por ser cidadão campinense. Mas, honrarias a parte, falando do confronto contra o Botafogo-PB, que começa neste sábado, em João Pessoa, o capitão da equipe espera fazer grandes jogos, de preferência mantendo a invencibilidade, e se diz mais uma vez pronto para uma possível decisão nos pênaltis.

O Campinense vem em uma campanha incrível no Campeonato Paraibano deste ano. Ainda sem perder, são 10 jogos, sendo oito vitórias e dois empates, e a oportunidade clara de, pela primeira vez na história levantar a taça de forma invicta.

O goleiro Mauro Iguatu sabe bem da importância do feito e admitiu que o grupo pensa em protelar essa invencibilidade o máximo que conseguir, faltando apenas dois jogos para o fim da competição. Mauro também garantiu que, caso seja novamente necessário decidir um duelo contra o Belo na disputa de pênaltis, assim como foi a semifinal de 2021, ele estará pronto.

" Queremos protelar o mais longe possível. Tem dois jogos para protelarmos e, se eu não me engano será de forma única, não é? Se isso acontecer, o Campinense for campeão de forma invicta seria marcante para a história do clube, e marcante para esse grupo que está aqui. Então, quem sabe possamos fazer dois grandes jogos e conseguir o título, isso é o mais importante, independente se a gente chegar a perder ou não. O mais importante é que venha o título e se for nas penalidades, estarei preparado mais uma vez para poder ajudar a equipe", garantiu o camisa 1 da Raposa.

Vale lembrar que, para o primeiro jogo, não há confronto nas penalidades, e pênalti só se existir algum lance no tempo regulamentar. Decisão assim só na partida final, em Campina Grande, no dia 21 de maio.

a décima oportunidade do Campeonato Paraibano ser decidido em um Clássico Emoção, entre Botafogo-PB e Campinense, um dos ingredientes é que a Raposa não vence o Belo desde 2018, há exatas 10 partidas. Apesar desse tabu, no último confronto decisivo entre as duas equipes, na semifinal de 2021 do estadual, o Campinense se deu melhor, avançando nos pênaltis após dois empates no tempo regulamentar. Mauro Iguatu vê isso como marcante apenas para as estatísticas do duelo, que o que importa mesmo é, nesse caso, ser campeão.


"Olha, ele fica registrado para a história dos confrontos, mas são grupos diferentes, são equipes diferentes e comissões que passaram aqui, diferentes. Eu tive a oportunidade de, junto com alguns atletas, que aqui estão, desde o título do ano passado, enfrentamos eles, ano passado não veio a vitória no tempo normal, ela foi garantida na disputa de pênaltis, mas automaticamente a gente eliminou o Botafogo-PB. Agora temos dois jogos para poder, se Deus quiser, vencer e dar alegria ao nosso torcedor com mais um título", disse Mauro.

Na atual temporada o que vem ligando um sinal de alerta no Campinense são os muitos gols sofridos oriundos de bola aérea. Em um corte mais recente, nos últimos quatro jogos, entre Paraibano e Série C, a Raposa sofreu gols em bolas alçadas na área em três partidas, na semifinal contra o Sousa, e contra ABC e Mirassol, pelo Brasileiro. Mauro sabe bem dos números, mas garante que não é algo que o preocupa.

"Olha, infelizmente foram alguns jogos que fomos penalizado nesse quesito, mas não me preocupa, até porque é um dos fundamentos que o professor mais treina na nossa equipe, tanto na bola parada como ela em movimento. Infelizmente, estamos sendo penalizado nesse quesito, mas aí é trabalhar mais para que não possa acontecer e se venha a acontecer, seja de forma bem mínima, até porque estamos sujeitos a tudo num jogo de 90 minutos", disse.

Título de cidadão campinense

Na noite da última quinta-feira Mauro Iguatu foi homenageado na Câmara Municipal de Campina Grande, recebendo o título de cidadão campinense, por sua importância para o futebol da cidade, defendendo as camisas de Treze e Campinense, e também pelos serviços prestados à comunidade, como por exemplo, a ação social de distribuição de cestas básicas para moradores de uma ocupação, com o dinheiro que recebeu da premiação pelo acesso para a Série C, no ano passado.


Na ocasião estiveram presentes alguns de seus companheiros de elenco, o técnico Ranielle Ribeiro, o presidente do clube, Danylo Maia, e também torcedores e dirigentes do Treze, e Mauro falou do momento com alegria.

"É um privilégio de está sendo honrado com essa homenagem, de ser cidadão campinense. Fico feliz. Isso é prestação de serviço à cidade, o quanto me empenhei e me dediquei quando vesti a camisa do rival, do Treze, e agora a do Campinense, o quanto me dediquei e conquistei acima de tudo a questão do respeito com o torcedor. Isso fez com que viesse essa honraria. Fico muito feliz, eu e minha família, meus amigos também, por essa homenagem", finalizou.

Fonte: Com Jornal da Paraíba
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2022 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à Pauta Comunicação & Assessoria.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta