Vale do Piancó Vacainação

Saúde de Diamante orienta e alerta população sobre vacinação contra gripe e sarampo

"A vacina é a forma mais eficaz para evitar essas doenças como a gripe e o sarampo. Nesse sentido, é importante que os grupos prioritários tomes as vacinas", alerta Thalmo Barros.

Por Hélder Loureiro Pegado

13/05/2022 às 23:21:27 - Atualizado há

A prevenção é o melhor remédio. E a melhor prevenção para doenças é a vacina. Por isso, a Secretaria Municipal da Saúde de Diamante reforça e apela os públicos prioritários para a vacinação contra a gripe e o sarampo que procurem uma das unidades de saúde para se imunizarem.

As vacinas contra os vírus influenza e morbillivirus, causadores da gripe e do sarampo, respectivamente, estão sendo ofertadas durante a campanha nacional do Ministério da Saúde, que vai até 3 de junho. A imunização nas unidades de saúde é para os grupos considerados prioritários pelo Ministério, formados por pessoas mais vulneráveis a desenvolver quadros graves da doença.

Nesses grupos prioritários que recebem a vacina contra a gripe estão: pessoas idosas (acima de 60 anos), gestantes e puérperas, pessoas com doenças crônicas crianças (6 meses e menores de 5 anos) e trabalhadores da Saúde. Estes dois últimos grupos também recebem, durante a campanha, a vacina contra o sarampo.

"A vacina é a forma mais eficaz para evitar essas doenças como a gripe e o sarampo. Nesse sentido, é importante que os grupos prioritários procurem o nosso Centro de Imunização e as nossas Unidades Básicas de Saúde para tomares as vacinas, mantendo dessa forma as vacinas em dia, ficando mais protegidos e contribuindo para a proteção das outras pessoas outro", ressalta o secretário municipal da Saúde, Thalmo Barros.

Na Paraíba

A Paraíba está abaixo da meta de vacinação contra sarampo com apenas 17% do público alvo imunizado com a segunda dose da tríplice viral. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta sexta-feira (13).

O Boletim Epidemiológico nº 01/2022 de doenças enxantemáticas: sarampo e rubéola, traz dados dos cenários nacional e estadual em relação aos casos em investigação e informa sobre as estratégias de combate às doenças, que consistem principalmente na imunização.

De acordo com o boletim, até o último dia 30 de abril, dos 16 casos notificados, 14 eram suspeitos para sarampo e dois para rubéola, enquanto dois foram descartados laboratorialmente. Entre os casos notificados de sarampo, 10 foram descartados e quatro continuam em investigação. No mesmo período, em João Pessoa, houve oito ocorrências suspeitas para sarampo e uma para rubéola.

O público-alvo para a vacinação contra sarampo e rubéola é composto por crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade. No entanto, há a recomendação para ofertar uma dose a partir dos 6 meses de idade, que não será contabilizada no calendário posterior. Crianças com idade entre 5 e 9 anos e que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente, também podem receber a vacina.

Fonte: Com redação
Comunicar erro
Paraiba Em Pauta

© 2022 Paraíba Em Pauta - Jornalismo Plural, de Interesse Público! Todos os direitos reservados à Pauta Comunicação & Assessoria.
Rua Vigário Calixto, 1754, Catolé, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Paraiba Em Pauta